NOTÍCIAS

Touro Bonsucesso é o primeiro colocado na Prova de Eficiência Alimentar da Embrapa - 15/12/2017


Palácio da Bonsucesso, jovem reprodutor, de 2 anos, da seleção Bonsucesso - Nelore Zan foi avaliado como o melhor do seu grupo na Prova de Desempenho em Eficiência Alimentar da Embrapa, que aconteceu entre os meses de julho e setembro, em Campo Grande/MS. Neste ano, essa foi a segunda edição da prova de avaliação da eficiência do bovino na transformação do seu consumo alimentar em peso, um dos critérios de maior impacto econômico da seleção genética animal.
 
O reprodutor da Bonsucesso disputou a prova com outros 80 animais do programa de melhoramento genético Geneplus/Embrapa, animais que ficaram confinados na nova instalação da Embrapa, durante aproximadamente 70 dias. A Embrapa prevê três provas do mesmo formato para 2018.
 
“Foi realmente uma prova muito importante na qual venceu o nosso jovem reprodutor PALACIO BONS. Os resultados comprovam o trabalho rigoroso e focado do selecionador. Acreditávamos num resultado positivo, pois Palácio é filho de GALANTIM BONS (reprodutor contratado pela Central Alta Genetics). O Galantim será muito provavelmente um dos destaques do TRIO Bonsucesso 2018 ao lado de GALVIN BONS e IKATAN BONS, outros touros presentes no mercado de sêmen, contratados pela Alta Genetics e ABS PECPLAN respectivamente”, declarou Michel Caro, proprietário da Bonsucesso - Nelore Zan. 
 
Pela primeira vez, a Embrapa pesquisou a eficiência alimentar em larga escala. Para isso, seus pesquisadores utilizaram uma estrutura computadorizada, formada por cochos eletrônicos e estações de pesagem no próprio confinamento, para identificar quais animais possuem melhor conversão alimentar. O estudo sobre eficiência alimentar é antigo na Embrapa, porém a utilização dessas ferramentas é inédita. 
 
“A eficiência alimentar é a relação entre o que o indivíduo consome e o seu ganho de peso. Para isso, é preciso computar precisamente e individualmente o peso dos alimentos ingeridos por cada animal participante da prova e na outra ponta a conversão exata desse consumo em peso. Essa medição requer investimentos elevados em equipamentos e recursos humanos especializados”, explicou Michel Caro. 
 
Como funcionou a prova?
O modelo de cocho instalados atualmente nos centros de pesquisa da Embrapa em Bagé (RS), Campo Grande (MS), São Carlos (SP) e Santo Antonio de Goiás (GO) são equipados de sensores eletrônicos.
 
Michel Caro explica que os dados relativos à eficiência alimentar fazem parte hoje da bateria de características de avaliações genéticas e fenotípicas dos programas de melhoramento das raças Nelore, Caracu, Senepol, Canchim, Brangus e Hereford. 
 
Por meio de uma estrutura automatizada computadorizada e estações de pesagem conectados 24 horas/dia, durante 60 dias e com o fornecimento de informações em tempo real, foi possível gerar dados de consumo alimentar e comportamento com mais confiabilidade e acurácia, pontuou o titular da Bonsucesso.
 
Funcionamento dos cochos 
Os cochos são pesados permanentemente em balança individual, registrando assim eletronicamente o total de alimento consumido por cada animal.  A identificação dos animais é realizada por meio de um chip, implantado na orelha o qual é detectado por um sistema rádio transmissor, instalado no cocho, a cada aproximação do animal para se alimentar. Já as estações de pesagem, localizadas nos bebedouros, registram os dados de peso vivo todas às vezes que os animais chegam para beber.
 
Roberto Augusto de Almeida Torres Junior, um dos responsáveis pelas metodologias genético-estatísticas do projeto, explicou que as medidas de peso e consumo foram alinhadas e os valores extremos, fora da curva padrão, descartados. A variável de eficiência baseia-se em consumo animal de matéria seca, ganho médio do animal no período, peso médio metabólico (demanda de energia para mantença) e ganho médio por dia. Com isso calcula-se o consumo esperado para cada animal.
 
Durante a prova, foram extraídos também materiais biológicos, coletados dados de fenótipos relacionados a informações reprodutivas e produtivas e qualidade da carcaça e carne.
 
 





Desenvolvimento Curiô design!